terça-feira, 19 de setembro de 2017

Porque eu também abri uma conta no Banco Inter


Seguindo o post do André Azevedo (Viagem Lenta), eu também gostaria de compartilhar minhas impressões sobre o Banco Inter, no qual abri uma conta esse ano.


Finanças


A abertura foi muito simples, rápida e sem complicações, tudo feito através do aplicativo do banco.
Pouco tempo depois, recebi o cartão de débito (que segundo informações no site, também pode possui a função crédito sem cobrança de anuidade). Há três tipos de cartões: Standard (para investimentos de até R$ 50k), Platinum (de 50 a 250K) e Black (acima de 250K).
Por ser uma conta digital, as TEDs são gratuitas. Há também opções de investimentos em fundos, Tesouro Direto e títulos de renda fixa (LCI, LCA e CDB).
Para o TD, a taxa de administração é zero. Por enquanto, o Banco Inter não é um agente integrado (investimento direto no TD pelo site da corretora/banco), mas espero que seja futuramente.

Para mim, o destaque é a possibilidade de efetuar transferências por boleto (limitados a 10 boletos mensais gratuitos), pois a conta corrente que tenho em outro banco é a conta de serviços essenciais, que não contempla TEDs gratuitas. A emissão do boleto é muito simples e em 2 ou 3 dias após o pagamento, o valor estipulado está disponível na conta corrente do Banco Inter.

Todas as vezes que necessitei de atendimento para solicitações ou esclarecimentos de dúvidas, fui atendida rapidamente e de forma satisfatória. Além disso, a partir desse mês (09/2017) é enviado um e-mail ao correntista informando quando um título venceu. Apesar dos controles pessoais, é um bom lembrete para o caso de esquecimentos ocasionais.

Estou gostando do Banco Inter, pois ele atende bem minhas necessidades, sem as altas taxas e tarifas cobradas pelos grandes bancos de varejo.

O Banco Inter tem adotado uma estratégia de marketing relevante para conseguir conquistar cada vez mais clientes. Até o ano passado eu só o conhecia por disponibilizar títulos de renda fixa em corretoras de valores. Jamais passou pela minha cabeça a ideia de abrir uma conta, até começar a ver banners, reportagens, posts e anúncios sobre o banco, cada vez com mais frequência.

Gostei da mudança recente do nome (de Intermedium para Inter) e do logotipo, pois ambos passam uma imagem mais simples, agradável, moderna e descomplicada.

Para saber mais, acesse os sites:
Banco Inter: https://bancointer.com.br/
Banco Data – https://bancodata.com.br/ - Esse site disponibiliza os resultados de todas as instituições financeiras do Brasil. Como curiosidade, compare os resultados do Banco Inter (ou de outros bancos menores) com os de grandes bancos de varejo. Ao ver o lucro líquido que conseguiram nos últimos anos, você vai entender melhor porque os maiores cobram taxas e tarifas tão altas.


Até a próxima!


Créditos da imagem: cooldesign - Free Digital Photos

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Reza a lenda – D'naipes


A sociedade passou por tantas profundas e significativas mudanças nas últimas décadas, que para quem é criança hoje, talvez seja difícil imaginar que um dia, em um passado não muito distante, haviam crianças com a sua idade que brincavam em grupo na rua e que haviam cartas de papel escritas à mão, que demoravam dias para chegar ao destinatário.


Crianças


A letra nos remete também ao futuro, sonhos e objetivos quando diz:
“Todo dia é dia pra lembrar que temos tanto a fazer
Seja a diferença tudo pode estar com você.”

E encerra falando sobre a frieza da atualidade:
“Reza a lenda que ouvi de um sonhador
Que o presente está carente de amor.”

Essa música apresenta uma combinação muito agradável entre melodia, poesia, arranjos e efeitos.
Vale a pena ouvir!



Reza a lenda – D'naipes


Créditos da imagem: Stuart Miles - Free Digital Photos