sexta-feira, 28 de junho de 2013

A maior necessidade do mundo


Integridade
A maior necessidade do mundo é a de homens
que não se compram nem se vendam.

Homens que no íntimo da alma sejam verdadeiros e honestos.

Homens que não temam chamar o pecado pelo seu nome exato.

Homens cuja consciência seja tão fiel ao dever como a bússola o é ao polo.

Homens que permaneçam firmes pelo que é reto, ainda que caiam os céus.

(Ellen G. White)

Créditos da imagem: Stuart Miles - Free Digital Photos

terça-feira, 25 de junho de 2013

O que é status?


Compras


Status é comprar coisas que você não quer
com o dinheiro que você não tem
a fim de mostrar para quem você não gosta
uma pessoa que você não é.
(Geraldo Eustáquio de Souza)







Créditos da imagem: sattva - Free Digital Photos

  

domingo, 23 de junho de 2013

Ganhar ou perder tempo?


Tempo
Geralmente as pessoas têm a sensação de perder tempo quando não conseguem fazer as coisas da maneira que consideram ser a mais rápida possível.

Mas quando ganham tempo acabam matando-o com coisas inúteis - a lista é longa e a maioria de nós tem a sua própria.

Que tal mudar isso?
Por experiência própria, sei que dessa forma sobrará tempo para fazer as coisas que são realmente importantes.
É preciso muita disciplina, foco, determinação e perseverança, mas os resultados mostram que o esforço vale a pena.
Ainda estou no começo dessa jornada e os frutos colhidos tem sido muito bons e animadores.

Como minha avó dizia: "Somos nós que fazemos o nosso tempo".
Demorei muito para entender isso. 
Pena que ela já não esteja mais aqui para eu dizer: "A senhora tinha razão".


 
Créditos da imagem: digitalart - Free Digital Photos



terça-feira, 18 de junho de 2013

Um dia você aprende


Ciclista
Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança.

E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.
 

E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.


Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.

E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...

E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destrui-la, e que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.

Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.

Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.

Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências.

Aprende que paciência requer muita prática.

Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou.

Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.
 

Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
 

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não para para que você o conserte.
 

Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.


Portanto... plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.

E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!

(William Shakespeare)


Créditos da imagem: arztsamui - Free Digital Photos

 

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Viva Com Determinação


Puzzle
A vida melhora quando você para de deixar as coisas acontecerem e passa a fazer as coisas acontecerem.

Não seja uma vítima, seja alguém que faz.

Não procure alguém para por a culpa, procure o que você pode fazer.

Não pergunte, "Por que isso aconteceu comigo?". Pergunte "O que posso fazer?"

Estabeleça prioridades, concentre-se em seus objetivos.


Nenhuma situação pode lhe derrotar quando você vive com determinação, tenha certeza disso. 

Faça a vida acontecer e ela acontecerá para você também, com Deus de nosso lado!
 

(Mercy Reyes)

Créditos da imagem: David Castillo Dominici - Free Digital Photos

sexta-feira, 7 de junho de 2013

O paradoxo do nosso tempo



Life Sandglass
Bebemos demais, fumamos demais, gastamos sem critérios.

Dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos cansados, lemos pouco, assistimos TV demais e oramos raramente.


Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.
 

Falamos demais, amamos raramente, odiamos frequentemente.
 

Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.

Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.


Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.


Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos. 


Aprendemos a nos apressar e não a esperar.

Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos.


Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta, do homem grande de caráter pequeno, lucros acentuados e relações vazias.


Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados.


Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das "rapidinhas", dos cérebros ocos e das pílulas 'mágicas'.


Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa. Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar 'delete'.



LEMBRE-SE...


Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para sempre.

Lembre-se dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer.


Lembre-se de dizer 'eu te amo' à sua companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame... se ame muito.


Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro.


O segredo da vida não é ter tudo que você quer, mas AMAR tudo que você tem!


Por isso, valorize o que você tem e as pessoas que estão ao seu lado sempre.


Cada um de nós está exatamente onde devia estar...
 

(George Carlin)

Créditos da imagem: Sira Anamwong - Free Digital Photos

terça-feira, 4 de junho de 2013

Reflexão


A vida é essencialmente incerta.
Por isso é mais fácil lidar com ela se vivermos um dia de cada vez.


Pegadas na areia



Créditos da imagem: Viacheslav Blizniuk - Free Digital Photos

domingo, 2 de junho de 2013

Awakening - Hillsong United




Aflições da alma

É natural, neste mundo, com suas necessidades e peculiaridades, que as preocupações com o nosso entorno consumam boa parte de nossas energias.
São os compromissos financeiros a serem pagos, as atividades profissionais a realizar, a educação própria e a dos filhos a se construir.
Enfim, são muitos e os mais variados os compromissos com o dia a dia do mundo.
Somados a esses, os que efetivamente fazem nosso compromisso para conosco mesmo, assumimos outros, que são trazidos pelo barco da ilusão, e consentimos seu atracar nas praias de nossas vidas.
Assim, permitimo-nos ocupar o tempo na luta inglória contra os anos, na ilusão do não envelhecimento, esquecidos de que cuidar do corpo se faz necessário, sendo supérfluos os exageros.

Na busca do bem-estar físico, do salário que nos permita a vida confortável, deixamo-nos levar pelo exagero da ganância, pelo excesso da cobiça, usando as horas para amealhar, juntar moedas, ter fortunas.
E, quando percebemos, toda nossa vida está voltada para as coisas puramente materiais. Vivemos todas as horas de nossos dias para o mundo exterior, e só para ele.

Deixamo-nos lentamente esquecer da alma que somos, do espírito que habita um corpo e passamos a viver como se fôssemos um corpo somente, sem alma.
Como decorrência desse comportamento, as aflições da alma surgem avassaladoras.
Descuidada e quase sempre esquecida, ela adoece por abandono e descaso, logo surgindo as aflições como consequência.
Irrompem assim as distonias mentais, a depressão, a melancolia profunda, o desinteresse pela vida.

Muitos afirmam que isso tudo surge do nada, de repente, sem causa externa ou aparente que possa ser identificada.
Porém, as aflições que nos tomam a alma são apenas o resultado do longo período de descuido a que nos entregamos.
Carentes de valores e estruturas nobres para enfrentar os desafios do mundo moderno, aturdimo-nos e nos afligimos.

Como os momentos de reflexão, meditação, autoanálise não se fazem presentes e, ainda, o comportamento generoso, de solidariedade e gratidão à vida não se tornou hábito, a alma ressequida do investimento no amor, facilmente se perturba.

Desse modo, se a alma se apresenta aflita é porque clama mudanças em suas paragens íntimas.
Se a mente, reflexo da alma, perturba-se, é porque carece do investimento inadiável de valores nobres.
Portanto, antecipar-se aos momentos de desassossego, buscando evitá-los, através das atitudes nobres, do bom pensamento e da autoanálise, é atitude de sabedoria e maturidade perante a vida.


Liberdade


Fonte: http://www.momento.com.br/pt/ler_texto.php?id=3425&stat=0
Créditos da imagem: markuso - Free Digital Photos