sexta-feira, 30 de maio de 2014

Testemunho de Vinícius Prado no Programa 180 Graus


Um dos testemunhos mais emocionantes que já vi.
É um daqueles que vale muito a pena ver do inicio ao fim. 
Emocionante, principalmente quando ele relata sobre suas visitas à ala infantil do hospital do câncer.



terça-feira, 27 de maio de 2014

O céu e o inferno


Um homem, seu cavalo e seu cão caminhavam por uma estrada. Quando passavam perto de uma árvore gigantesca, um raio caiu, e todos morreram fulminados.
Mas o homem não percebeu que já havia deixado este mundo, e continuou caminhando com seus dois animais; às vezes os mortos levam tempo para se dar conta de sua nova condição...
 

A caminhada era muito longa, morro acima, o sol era forte e eles ficaram suados e com muita sede. Precisavam desesperadamente de água. Numa curva do caminho, avistaram um portão magnífico, todo de mármore, que conduzia a uma praça calçada com blocos de ouro, no centro da qual havia uma fonte de onde jorrava água cristalina.
O caminhante dirigiu-se ao homem que guardava a entrada.
- Bom dia.
- Bom dia - respondeu o homem.
- Que lugar é este, tão lindo?
- Aqui é o Céu.
- Que bom que nós chegamos ao céu, estamos com muita sede.
- O senhor pode entrar e beber água à vontade.
 E o guarda indicou a fonte.
- Meu cavalo e meu cachorro também estão com sede.
- Lamento muito, mas aqui não se permite a entrada de animais.
O homem ficou muito desapontado porque sua sede era grande, mas ele não beberia sozinho; agradeceu e continuou adiante. 


Depois de muito caminharem, já exaustos, chegaram a um sítio, cuja entrada era marcada por uma porteira velha, que se abria para um caminho de terra, ladeada de árvores.
À sombra de uma das árvores, um homem estava deitado, cabeça coberta com um chapéu, possivelmente dormindo.
- Bom dia - disse o caminhante.
O homem acenou com a cabeça.
- Estamos com muita sede, meu cavalo, meu cachorro e eu.
- Há uma fonte naquelas pedras - disse o homem e indicando o lugar. - Podem beber a vontade.
O homem, o cavalo e o cachorro foram até a fonte e mataram a sede. Em seguida voltou para agradecer.
- Por sinal, como se chama este lugar?
- Céu.
- Céu? Mas o guarda do portão de mármore disse que lá era o céu!
- Aquilo não é o céu, aquilo é o inferno.
O caminhante ficou perplexo.
- Vocês deviam evitar isso! Essa informação falsa deve causar grandes confusões!
O homem sorriu:
- De forma alguma. Na verdade, eles nos fazem um grande favor. Porque lá ficam todos aqueles que são capazes de abandonar seus melhores amigos...
(Paulo Coelho)

terça-feira, 20 de maio de 2014

Qual é o melhor: ração ou comida caseira para o seu cão ou gato?


Conforme prometido, esse é mais um artigo da série sobre os cães.


Se antigamente os cães eram alimentados com comida caseira, hoje o cenário é totalmente diferente. As rações, para todos os gostos e bolsos, são a base, senão a única fonte de alimento para os cães da era pós-moderna.
A indústria de rações e de todo tipo de coisa para pets é uma indústria bilionária que não para de crescer.

Talvez a maioria das pessoas que opta por esse tipo de alimento, o faz principalmente pela praticidade, o que é um ponto positivo inquestionável, pois facilita muito a vida dos donos de cães e gatos.
Com a vida atribulada, corrida e com muitos compromissos, quem é que tem tempo, paciência e vontade de preparar a comida deles?
A ração é tão prática! Na embalagem está escrito que ela supre as necessidades dos animais, tem vitaminas e proteínas em quantidades adequadas e algumas ainda tem uma imagem de carne e legumes fresquinhos. E mais: nos informam qual a quantidade ideal para cada tipo e peso de animal. 
Praticamente é o alimento perfeito!

Entretanto, gostaria de chamar sua atenção para 3 pontos:

1) Aumento da incidência de doenças como câncer, diabetes e disfunções da tireoide;
2) A formulação descrita nos pacotes de rações são bem genéricos e vagos apesar de terem nomes pomposos, que dão a impressão de serem algo excepcional ou fabricado exclusivamente para os animais. Por exemplo:
- hidrolisado de fígado
- farinha de peixe

- farinha de carne e de ossos
- sub-produtos de carne
- hidrolisado animal desidratado

3) A data de validade é de aproximadamente 1 ano. Qual a quantidade de conservantes e cloreto de sódio (sal) esse produto não deve ter em sua fórmula para apresentar tamanha durabilidade?

Talvez qualquer relação entre o primeiro com o segundo e terceiro pontos não seja mera coincidência....

Para finalizar, àqueles que se interessaram, eu gostaria de indicar dois sites sobre o assunto:
ABC Animal - Por que não dar ração? - leitura esclarecedora sobre o assunto
Cachorro Verde - alimentação natural em geral


Homem e cachorro


Créditos da imagem: Vlado - Free Digital Photos
 

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Justiça com as próprias mãos?




Hoje eu gostaria de falar um pouco sobre um fato que causou grande comoção e mal estar na sociedade: o linchamento da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, mãe de duas filhas, de 12 anos e 1 ano.
O que leva pessoas normais, que vivem em sociedade, a cometer tamanha e injustificável crueldade?
 

Justiça


Ao se deparar com uma situação em que uma mulher adúltera estava prestes a ser apedrejada, Jesus mostrou a cada um dos homens os seus próprios pecados. Então, envergonhados por terem sido "desmascarados", todos foram saindo um a um. Tampouco Jesus julgou aquela mulher, muito pelo contrário, ele disse: "Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais." João 8:11

Se ela, que era uma mulher condenada pela lei dos judeus, foi perdoada por Jesus, o que dizer de uma mulher inocente que foi confundida com uma sequestradora por causa de um boato e por isso foi cruel e covardemente linchada?
E agora, como fica essa família - mais uma - que foi destruída pela violência que reina no país?
De acordo com os noticiários veiculados pela mídia, a polícia chegou ao local somente duas horas após o início da confusão. Como assim?


Sempre um acidente ou incidente ocorre devido a dois ou mais fatores, nunca é causado por um fator isolado, salvo raríssimas exceções.
Um retrato-falado feito em 2012 publicado em uma rede social sem a devida averiguação, a demora das autoridades em chegar ao local... Se formos pensar bem, há mais do que dois fatores que geraram essa tragédia. Erro após erro, é sempre assim que os acidentes acontecem.


Eu fico tentando imaginar aquela mulher, pega de surpresa, que não teve como se defender dos muitos homens - e pasmem, até crianças! - que participaram dessa covardia.
Uma multidão influenciada pelo mal em sua de suas piores formas, assim como aconteceu com Jesus quando Herodes perguntou ao povo qual preso deveria ser liberto, se Jesus ou Barrabás, ao qual a resposta em uníssono foi: "Barrabás, solte Barrabás!"

O que será que passou na mente daquela mulher naqueles momentos cruéis, insuportáveis, intermináveis?
Será que ela teve tempo ou condições de imaginar que por ter oferecido uma banana à uma criança que não conhecia e estar carregando uma Bíblia com uma capa não muito conhecida foram os motivos do início da confusão que terminou com a sua morte?



Justiça

 Em relação a Bíblia, se fosse de capa preta, o imaginário coletivo totalmente distorcido e as mentes encolerizadas no momento, poderiam julgar ser uma bíblia satânica. Eu acredito que o fator principal foi o fato de ter chegado perto de uma criança que não conhecia de forma gentil.

Isso justifica tamanha crueldade?
Algo justifica tamanha crueldade?


As fotos falam por si só. Não tive coragem de ver os videos postados na internet...

E agora, como fica a situação dessa família? Da bebezinha de apenas um ano? Da menina de 12 anos? Do marido? Dos familiares?
Como é que essa criança, tão pequena ainda, crescerá sem o amor de mãe?

O "pecado" dessa mulher foi ser gentil em um mundo no qual a gentileza, a simpatia e os sorrisos desinteressados estão a cada dia perdendo mais espaço para a impaciência, o estresse, a desconfiança, as drogas e a falta de amor ao próximo.

Quem nunca errou que atire a primeira pedra...


Bíblia Sagrada

Nota: sobre a capa da Bíblia, copio aqui um trecho do artigo do Michelson Borges, do site Criacionismo. Se quiser ler na íntegra, acesse:  Criacionismo - Deus, por que fazemos isso?

"Fabiane havia voltado para casa para pegar uma Bíblia, quando foi confundida com a sequestradora praticante de magia negra. Ao ver a foto acima, pude identificar a edição da Bíblia Ave Maria, no chão. Fui eu quem desenhou a capa dessa edição, quando tinha 18 anos de idade. Espero que Fabiane tenha encontrado esperança naquelas páginas. [MB]"



Nota: Não sei quem são os autores dessas fotos. Se você souber, por gentileza, me avise para eu colocar os devidos créditos no post. Desde já agradeço!
 



terça-feira, 13 de maio de 2014

Tempo e organização


Um dos maiores desperdiçadores de tempo é a desorganização.
Quando for elaborar a sua lista de tarefas, procure sempre responder a pergunta:
O que aconteceria se eu não fizesse isso?
Se a resposta for "Nada", descarte imediatamente esta atividade do seu plano de ação. Além disso, tente identificar tudo o que não faz diferença para alcançar seus objetivos e elimine também estas tarefas.



Escolhas


Créditos da imagem: freedooom - Free Digital Photos

terça-feira, 6 de maio de 2014

A alimentação dos cães de antigamente


Na infância os cães que tive comiam comida feita especialmente para eles.
Os ingredientes básicos eram: arroz, fubá, pés de frangos (sempre sem unhas).
Todos envelheceram naturalmente, sem maiores problemas. Passaram dos 15 anos, mas não houve tanto sofrimento nos últimos dias de vida. O sofrimento mais intenso durava no máximo uma semana, na qual necessitavam de cuidados especiais e maior atenção. Até essa fatídica semana, levavam a vida normal típica de cães idosos.
Em minha casa, esses cães foram os que pegaram a fase de transição da comida caseira para a ração, embora a aceitassem somente como uma guloseima, um complemento, um petisco para quebrar a rotina da comida, mas nunca a aceitaram como prato principal.

Cachorro

O que era mais novo na época pegou um pouco dessa fase de transição, tendo a ração como prato principal.
Ele também foi envelhecendo aos poucos, com pelagem muito brilhante e bonita, mas com sérios problemas no fígado e pâncreas, no qual foi diagnosticado câncer.
Nessa época, veja que ironia, a veterinária receitou comida caseira, uma ração especial para o fígado e vários medicamentos.
Ele foi piorando lentamente durante 1 ano, no qual foi se tornando, também aos poucos, totalmente dependente.

Alguns anos depois, comecei  a pesquisar sobre rações, suas formulações, modo de fabricação etc.
Ainda são poucos os sites e matérias sobre o assunto, principalmente em português, pois trata-se de uma indústria bilionária que sabe muito bem como utilizar o marketing a seu favor.
De qualquer forma, não posso deixar de destacar a praticidade da ração, lembrando que talvez essa seja a sua principal - ou única - vantagem.

O caso do meu cachorro pode ter sido uma triste coincidência, uma predisposição genética ou qualquer outra coisa, mas por via das dúvidas e por tudo o que aprendi, prefiro fazer eu mesma a comida para os meus cães pois acredito ser mais seguro dessa forma.


Escreverei mais sobre esse assunto. Aguardem!




Créditos da imagem: vectorolie - Free Digital Photos