terça-feira, 28 de outubro de 2014

Um dia de cada vez


Quando um dia termina, na maioria das vezes não atentamos para o fato de que nos despedimos dele para sempre. Não é um simples “até logo”. É um “adeus” de verdade.
 

Mais um dia se foi...
Um dia a menos para o fim de nossas vidas. Já pensou nisso?
Sei que esse pensamento causa certo desconforto, mas se essa consciência for utilizada com sabedoria, pode ser muito útil na reflexão sobre o que temos feito com nossos dias.

Quantos dias temos perdido alimentando sentimentos como raiva, decepção e tristeza?
Quantos dias perdemos deixando para fazer depois o que poderia ser feito agora, alimentando ainda mais o nosso velho hábito de procrastinar?
E com isso, os dias passam, passam e passam...
 

E de repente, os dias viraram semanas; as semanas, meses; os meses, anos; os anos, décadas.
E então, olhando para trás, com certa tristeza e frustração, pensamos: “Como o tempo passou rápido!”
Será que se soubéssemos viver um dia de cada vez, com responsabilidade e fazendo o que deve ser feito no momento adequado, pensaríamos dessa forma?

Encerro com um versículo que gosto muito:
“Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.”
(Mateus 6:34)



Até a próxima!



terça-feira, 21 de outubro de 2014

PDCA – você conhece?


Esse é um método utilizado pelas empresas, mas acredito que também seja útil para aplicarmos em nossa vida pessoal.

PDCA =   

Plan (Planejar), Do (Fazer), Check (Verificar), Act (Agir).

Primeiro passo: planejar
Sem planejamento, a chance de alcançarmos nossos objetivos é remota. É preciso pesquisar, estudar as opções e após isso, escolher o caminho a ser seguido.


Segundo passo: fazer
Após o planejamento, é hora de colocar em prática os passos previamente elaborados.


Terceiro passo: verificar
Agora é o momento de ver se o planejamento e a ação executada estão de acordo com os objetivos, se estão realmente te fazendo chegar cada vez mais perto deles.


Quarto passo: agir e corrigir
O planejamento, a execução e a verificação deixaram lacunas ou não estão satisfatórios?
Então é hora de fazer as correções necessárias desde o primeiro passo e recomeçar, com as devidas alterações.

Não deu certo mais uma vez? Volte ao início e repita o ciclo com as novas correções.
E a cada correção feita, mais perto do objetivo você estará.



Nesse site tem um video bem didático sobre o assunto, vale a pena ver!
Pílulas da Qualidade - PDCA


Que tal colocar essas dicas em prática na sua vida?


Boa sorte!



terça-feira, 14 de outubro de 2014

Uma grande reflexão


"Se as derrotas não fizerem um homem cair, dê-lhe muito sucesso, que, embriagado com ele, cairá."
(O colecionador de lágrimas - Augusto Cury)

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Qual é a sua escolha?

Certo funcionário de uma empresa foi chamado um dia ao gabinete do dono.

Sem meias palavras, o homem foi direto ao assunto:
- Estamos reestruturando a empresa e precisamos de uma pessoa exatamente do seu tipo para ocupar uma importante gerência, analisamos a sua ficha e vimos que só há um problema com você: você é crente e o cargo é incompatível com a sua fé, de modo que você terá que fazer uma opção entre a promoção no emprego e sua religião, mas você não precisa responder agora, vá para casa, hoje é sexta-feira, pense, e na segunda nos diga o que foi que decidiu.

Nosso irmão foi para casa envolto no manto da dúvida e naquele final de semana seu coração virou campo de batalha entre o certo e o errado.

Na segunda-feira, lá estava ele na empresa, já ansioso por encontrar-se com o dono, que perguntou-lhe:
- E aí? Qual é a sua decisão?
- Acho que vou aceitar a proposta que me fez.

O patrão nem levantou a cabeça:
- Então, vá imediatamente ao Departamento de Pessoal. Você está despedido!
- Mas... patrão, foi o senhor mesmo que me fez a proposta!
- Sim, mas, na verdade estou procurando alguém de absoluta confiança para ocupar este cargo, se você foi capaz de tão rapidamente trair a sua consciência religiosa, quem me assegura que mais rapidamente ainda não trairá a empresa?