terça-feira, 2 de maio de 2017

Milagres


Quando falamos em milagres, geralmente qual é o nosso primeiro pensamento? Grandes feitos, curas impossíveis, livramentos improváveis. Tenho quase certeza de que neste momento você se lembrou de algum desses milagres que consideramos mais significativos. 

Mas e quanto aos pequenos milagres que ocorrem conosco diariamente, mas que não percebemos? Um desvio de caminho, uma palavra prejudicial não proferida, um encontro inusitado, um desencontro providencial... são muitos os pequenos milagres diários não percebidos.

Flores

O desabrochar de uma flor, a capacidade de recuperação dos corpos de todos os seres vivos, o funcionamento da mente - que nunca será totalmente compreendida pela ciência humana... pequenos milagres diários, que de alguma forma ajudam a dar sentido e sabor à vida, como se fossem peças de um enorme quebra-cabeças.

Hoje, olhe ao seu redor com bastante atenção.
Considerando o mundo superficial, consumista, confuso e violento no qual vivemos, talvez a sensação de completude, o ato de realmente viver o momento presente e a admiração pelas coisas simples também sejam verdadeiros milagres.

Para finalizar, gostaria de deixar uma reflexão atribuída ao filósofo francês Blaise Pascal.

"Blaise Pascal, um famoso filósofo e matemático francês, chegou para seu pai e disse:
- Papai, aconteceu um milagre comigo hoje!
- Sim meu filho, o que foi?
- Eu fiz uma viagem de 15 km a cavalo. Em um momento, meu cavalo galopava vagarosamente, tropeçou e caiu, mas não me machuquei.
- É verdade, meu filho, isso é um grande milagre. Contudo, aconteceu um milagre ainda maior comigo!
- O que foi papai?
- Eu também fiz uma longa viagem a cavalo. O meu cavalo galopava a toda velocidade e não tropeçou nenhuma vez!"


Pense nisso!


Fonte da reflexão: Livro Não desista dos seus sonhos - Hernandes Dias Lopes
Créditos da imagem: Arquivo pessoal


5 comentários:

  1. Exatamente, Rosana!

    Tem tantas coisas por aí, no dia a dia, que fazem jus a serem admirados, mas são tão desprezados nessa correria moderna...

    Sobre o texto, lembrou-me de Bastiat. Ele foi um pensador francês que usou muito em seu trabalho a ideia do que se vê e o que não se vê. As pessoas focam-se, na maioria das vezes, em apenas o que é visto ou o que acontece de fato. Mas não conseguem sintonizar suas mentes para as coisas que não são vistas e que não estão ocorrendo no momento, embora sua presença ou sua não ocorrência podem modificar totalmente nossas conclusões.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. André,

    Legal ver você por aqui.
    Acredito que a falta de sintonia com o que não é realmente visto, sentido ou percebido fecha as portas à inúmeras possibilidades. E muitas vezes são coisas simples do nosso dia-a-dia, mas por vivermos de forma automática, passam despercebidas por nossa mente e por nossa vida.
    Ainda bem que com consciência, criação de hábito e vontade de mudar, podemos reverter essa situação, talvez não de forma plena, mas relativamente satisfatória.

    Abraços!



    ResponderExcluir
  3. Engraçado, estava falando com meus filhos sobre milagres que acontecem a nossa volta todos os dias e a gente nem se dá conta. Temos que ser atentos para agradecer por tudo, até pelos problemas, pois eles são milagres que não fazem amadurecer, ser mais fortes, mais gratos e humildes.
    Agradecer é uma virtude a ser cultivada diariamente.
    Seu blog é lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edna,

      Fico feliz em saber que está gostando do meu blog. :)

      Muitas vezes nos acontecem coisas ruins, mas que no final nos ajudam em algum tipo de crescimento do qual precisávamos. É estranho pensar assim, pois é algo contra a lógica e a racionalidade, mas a vida segue por caminhos que não conseguimos compreender.
      Estou passando por uma fase turbulenta (se tiver um tempinho, leia o post "minha coleção de hemobloginas", que escrevi em agosto. Estou sentido exatamente o que você disse sobre os problemas.

      A propósito, como você gosta de plantas, a foto desse post fui eu que tirei.


      Abraços e boa semana!

      Excluir
  4. Linda e delicada a flor! Pura simplicidade.Amei!

    ResponderExcluir