terça-feira, 25 de julho de 2017

Ignorância Seletiva


O excesso de informações e estímulos mentais aos quais somos expostos diariamente é enorme, mas não costumamos dar muita – ou nenhuma – atenção a essa questão.
Muitas vezes, isso ocorre não por falta de interesse, mas simplesmente por falta de conhecimento.

Para melhor compreensão sobre o assunto, sugiro um exercício: pense na quantidade de informações irrelevantes para a sua vida que tomaram o seu tempo nas últimas 24 horas. Ou faça esse teste nas próximas 24 horas.
Tenho quase certeza que irá se surpreender com a grande quantidade de informações irrelevantes ou até mesmo inúteis que fizeram parte desse curto período de tempo de sua vida.

Agora, pense nisso de forma mais ampla. Meses. Anos. Décadas.

Acredito que se fosse possível somarmos a quantidade de tempo que perdemos com coisas inúteis, ficaríamos chocados.

Se aprofundássemos o pensamento para o fato de que a vida é formada por tempo (segundos, minutos, dias, anos), acredito que ficaríamos mais do que chocados.

Quanto do seu precioso, insubstituível e finito tempo foi praticamente perdido com informações irrelevantes?


Vida

Assim como águas passadas não movem moinhos, é importante ficar atento a essa questão. É fundamental aprendermos a filtrar o que é importante para nós, independentemente de ser um assunto muito comentado, mas que não causa impacto algum em nossas vidas – e muitas vezes nem é do nosso interesse.

É muito importante termos sabedoria para utilizar nosso tempo e nossa mente com temas realmente importantes para nós, temas que sejam relevantes e auxiliares no crescimento pessoal e como membros da sociedade.


Ideias

Além disso, dificilmente ideias surgirão em uma mente tão ocupada com notícias diárias.

Por isso, convido você a praticar a ignorância seletiva por uma semana. Então, você verá quanto tempo e vida desperdiçou com notícias e fatos banais, fúteis e totalmente inúteis a você mesmo.

Pense nisso!


Para saber mais sobre o assunto:
Nós escolhemos a realidade que queremos viver
http://www.valoresreais.com/2014/08/11/nos-escolhemos-realidade-que-queremos-viver/
Ignorância Seletiva
http://transcendenciafinanceira.com/ignorancia-seletiva.html

Créditos das imagens: 
Vida - Sira Anamwong - Free Digital Photos
Ideias - jscreationzs - Free Digital Photos


2 comentários:

  1. Olá Rosana. Acabei de ler um livro que diz exatamente que um dos aspectos da mediocridade é a imensa gama de informações e oportunidades que temos na vida.

    Tudo isso nos paralisa e faz com que perdemos o foco no que de fato precisamos fazer. Estou disposto a escrever sobre isso em um próximo texto.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André,

      Acho que muitas vezes o excesso de informações e opções mais atrapalha do que ajuda.

      Desde já estou no aguardo do seu post sobre o assunto, pois tenho certeza de que será, no mínimo, um ótimo texto. :)

      Abraços,

      Excluir